Segue o impasse da negociação coletiva com o sindicato patronal

Segue o impasse da negociação coletiva com o sindicato patronal

A norma Coletiva do Comércio dos farmacêuticos do Estado de Rondônia ainda não tem uma data para ser finalizada. O problema está justamente no sindicato patronal que insiste em retirar direitos do trabalhador. Na proposta o patronal pretende retirar o caráter indenizatório do auxílio-alimentação. Na forma que está hoje na forma atual o auxílio-alimentação agrega ao salário do farmacêutico para fins de cálculos previdenciários e trabalhistas.

O impasse está no Tribunal Regional do Trabalho que irá decidir com base nas propostas e contra proposta enviado pelos dois sindicatos. “Não é comum a justiça decidir contra o trabalhador. Esperamos que dessa vez não seja diferente”, informou o presidente do sindicato dos farmacêuticos, o Senhor Antônio Freitas de Paula Junior.

Da redação

Sobre o Autor

Admin administrator

1 comentário até agora

Selina KalmerPostado em1:28 am - mar 6, 2021

Nice post. I learn something new and challenging on sites I stumbleupon on a daily basis. It’s always helpful to read content from other writers and use something from other sites.

https://www.pinterest.com/bktoto/

Deixe uma resposta